Gravidez e Sushi – Posso, não posso, posso, não posso... | Consultório de Nutrição

Está grávida e come sushi? Deve ler este artigo. Está grávida e deixou de comer sushi, deve também ler este artigo.

Pode ou não uma grávida comer sushi?

A esta pergunta genérica a resposta é, sim, pode. Contudo, nem na alimentação podem existir respostas genéricas, nem na gravidez se pode facilitar.

Há vários tipos de sushi, feitos com vários tipos de ingredientes. Há sushi só de peixe cru, com arroz, com arroz e legumes, com arroz e frutos secos, cozinhados, braseados etc..

Gravidez e Sushi – Posso, não posso, posso, não posso... | Consultório de Nutrição

Serão estas variedades  de sushi todas iguais para uma grávida?

Não. Lamento dizer às fãs deste tipo de comida que, mesmo podendo continuar a ir um restaurante japonês, deverão ter cuidado com o que pedem, porque, sem dúvida, não recomendaria que comessem sushi de peixe cru (sashimi), pelo mesmo motivo que lhes diria para não comerem carne de porco mal cozinhada. Ou seja, o risco do peixe cru nas grávidas advém da potencial presença de parasitas que este alimento poderá conter. Se forem ingeridos crus podem ser problemáticos, mas se ingeridos cozinhados são inofensivos.

Este parasita, anisakis, provoca anisaquíase e alojando-se no intestino pode conduzir a uma deficiente absorção de nutrientes, infeção, inflamação, dores de barriga e, em casos mais graves, peritonite ou anafilaxia.

Apesar desta minha recomendação e do aumento de número de casos identificados, com intuito de ter todos os dados para decidir o que fazer, é também importante transmitir-lhe que o Japão é o país com maior registo de casos, tendo sido estimados em 2016, cerca de 126 em 127 milhões de habitantes. Pode assim ser considerada uma doença crescente, mas ainda de reduzida dimensão.

Não obstante o tema ser o sushi, atenção que isto não é válido só para o sushi, também o é para outros tipos de comida que também têm vindo a ganhar expressão no nosso país, como por exemplo, os ceviches, os bifes tártaros ou os carpaccios.

Gravidez e Sushi – Posso, não posso, posso, não posso... | Consultório de Nutrição

Uma das formas de combater este problema é cozinhar o peixe ou congelá-lo antes de servir, prática considerada ideal no que ao sushi, mas muitas vezes não cumprida.

Um argumento que ouço frequentemente é referente à escolha do restaurante, ou seja, as pessoas dizem preferir ir a um bom restaurante japonês e até mais caro, de forma a não se sentirem inseguras quanto à comida. Contudo, são inúmeros os casos de restaurantes de renome de qualquer cozinha que por um ou por outro motivo de segurança alimentar estão ou já estiveram fechados.

Gravidez e Sushi – Posso, não posso, posso, não posso... | Consultório de Nutrição

Em suma, mesmo grávida, pode continuar a frequentar restaurantes japoneses para comer sushi. Mas, se quiser ter 100% de certeza de que não terá nenhum problema quanto ao parasita anisakis, opte pelas peças cozinhadas ou por outros pratos cozinhados, também típicos destas de restaurantes japanoses.

 

Até ao próximo post,

 

Nuno Palas

 http://www.institutomedicoprivado.com – 0111N Ordem dos Nutricionistas

 

Comments

Comments

Leave a Comment