Ir para a escola sozinho! | Consultório de Psicologia

written by The Cute Mommy 26 Janeiro, 2018

Chegou o momento em que os vossos filhos expressão vontade própria em ir para escola sozinhos, ou então, porque as necessidades assim exigem, e sobre os pais pairam dúvidas e angustias acerca do momento e idade certa, da preparação necessária, capacidade para lidar com adversidades e contratempos, etc.

Na verdade, este momento depende muito mais da autonomia e responsabilidade do filho do que da idade certa. Além de outros factores que deverão ser avaliados:

  • Sentimento de capacidade e segurança do próprio para lidar com a situação;
  • Distância entre escola e casa;
  • Tipo de trajeto entre escola e casa;
  • Horários em que faz o percurso;
  • Se faz o percurso sozinho ou com outros colegas;
  • Sentimento de responsabilidade nas mais variadas situações do dia-a-dia;
  • Sentido de orientação espacial;

Esta hora vai chegar, portanto, nada melhor do que preparar o seu filho através de atividades simples do quotidiano:

  • Incentive-o a fazer recados perto de casa (e.g. comprar pão; levar o lixo ao contentor; passear o cão; comprar o jornal; ir ao café comprar um gelado; ir ao supermercado; etc);
  • Estimule a ser ele próprio a fazer os pedidos no café para que perca o medo de falar com as pessoas (e.g. pedir um copo de água)
  • Promova a sua higiene diária de forma independente e autónomo;
  • Apenas supervisione a sua mochila e incentive-o a prepara-la para o dia seguinte;
  • Incute-lhe a responsabilidade de manter o seu quarto organizado;
  • Deixe-o preparar a roupa para o dia seguinte.

E quando esse momento estiver para acontecer, faça algumas simulações do percurso a pé com o seu filho, de casa-escola e escola-casa, converse com ele/a deixando algumas recomendações:

  • É obrigatório ter decorado o número de telefone e morada de casa;
  • Atravessar sempre na passadeira e apenas de tiver a certeza que o carro vai parar, porque mesmo na passadeira, nem sempre os carros param;
  • Gritar “SOCORRO” sem hesitar sempre que considerar necessário;
  • Sentindo-se ameaçado ou assustado com alguma coisa ou alguém, entrar no primeiro estabelecimento público e pedir ajuda;
  • Enviar mensagem ou telefonar aos pais a dizer que chegou;
  • Na mochila ter sempre a sua identificação com nome; idade e telefone dos pais;
  • Sugira que se faça acompanhar com os seus amigos que também fazem o mesmo percurso ou semelhante;
  • Indique-lhe os sítios específicos do percurso onde deverá ter mais cuidado, os passeios e passadeiras que deverá utilizar.

 

Espero que tenhas sido útil, até breve.

Núria Silva 

Comments

You may also like

Leave a Comment

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.