Como tinha escrito no primeiro post da viagem (para quem não leu pode ler aqui) como viemos de países diferentes chegamos a Roma a horas diferentes, mas com tempo suficiente para juntas ainda irmos conhecer um bocadinho da cidade.

Aproveitamos para elaborar um itinerário feito por zonas e que tivesse tudo aquilo que gostávamos de conhecer.

O dono do alojamento local também nos deu um mapa e algumas indicações importantes que nos auxiliaram na viagem. Por isso decidimos pousar as malas e começamos a nossa visita. Decidimos ir até à Piazza del Papolo e daí começar a descer pela Via Condotti.

  • Via Condotti

A via Condotti é uma grande Avenida de Roma, conhecida por ser uma das mais elegantes e onde se situam várias marcas de luxo. Uma avenida interessante, cheia de lojas e de movimento quer de dia quer de noite.

* Piazza di Trevi – Fonte de Trevi

Fomos descendo a Via Condotti até chegar a Fonte de Trevi, esta é provavelmente a fonte mais conhecida de Roma e uma atracção turística. Torna-se quase que impossível tirar uma fotografia sem aparecer alguém que não era suposto.

Nesta fonte, que rende mais ou menos 1 milhão de euros por ano, diz-se que se deve atirar uma moeda com a mão direita sobre o ombro esquerdo para dar sorte.

Segundo o que lemos, esta fonte tem quatro estátuas superiores que representam as 4 estações do ano. Quanto aos dois cavalos marinhos: o que está numa posição tranquila representa a calmaria do mar; o que se empina, a agitação do mar.

  • Praça de Espanha

Depois da Fonte de Trevi regressamos à Via Condotti até chegarmos a Praça de Espanha. Subimos a sua famosa escadaria, também conhecida pelos famosos desfiles de moda.

Segundo Dia em Roma

No segundo dia de visita a Roma acordamos bem cedo com o objectivo de ir à Praça de São Pedro para ver o Papa, segundo o que lemos passaria por volta das 10h. E ir a Roma e não ver o Papa não era uma opção, então levantamo-nos bem cedo e depois de tomar o pequeno almoço fomos para a Praça de São Pedro, uma das praças mais conhecidas do mundo.

Quando lá chegamos às 9.30 o Papa já estava a passar. Infelizmente só o vimos ao longe. A segurança para entrar na Praça de São Pedro é apertadíssima e as filas bastante longas. Infelizmente o Papa passou mais cedo e só o vimos ao longe. Porém não deixou de ser uma experiência muito interessante, sobretudo com este Papa que desperta um carinho especial em muita gente.

  • Castelo de Sant`Angelo e a Ponte Sant`Angelo

Depois de ver o Papa fomos para o Castelo e Ponte de Sant ‘ Angelo. Este castelo tem um corredor com cerca de 800m que o liga ao Vaticano, construído para a eventualidade do Papa estar em perigo. tendo funcionado também como residência Papal. Contudo por uma questão de tempo optamos por não entrar.

A Ponte de Sant`Angelo fica so lado do castelo e está ladeada por 10 anjos, os anjos de Bernini. Todos os anjos carregam um símbolo da crucificação de Jesus: coroa, espinhos, chicote, lança, etc. Assim, cada anjo torna-se, assim, único.

  • A Boca da Verdade (Bocca della Verità)

A lenda conta que a estátua é capaz de detectar mentiras e morde a mão dos mentirosos. A graça aqui é colocar a mão dentro da boca e ver o que acontece. Mas para chegar até à boca, a fila pode ser bem grande.

  • Coliseu

Bem o Coliseu dispensa apresentações. É um símbolo de Roma e do Império Romano. Optamos por fazer uma visita guiada ao seu interior, foi incrível ouvir as suas histórias e perceber que ali ocorriam diversos espectáculos como: exibições de animais, execuções de prisioneiros, lutas de gladeadores, etc.

Em 7 de Julho de 2007, tornou-se numa das 7 maravilhas do mundo moderno.

  • Forum Romano

O Fórum Romano fica localizado no pequeno vale entre o monte Palatino e o monte Capitolino, o fórum é actualmente uma extensa ruína de fragmentos arquitectónicos e um sitio de escavações arqueológicas intermitente de elevada atração turística.

Foi durante séculos o centro da vida pública romana: o local de cerimónias e de eleições, o local onde se realizavam discursos públicos, os processos criminais, e o centro dos assuntos comerciais. 

Ou seja, era no Fórum onde acontecia a vida pública, cultural e económica do Império.

  • Circo Máximo

É um circo antigo onde se pode encontrar a maior arena (estádio) de entretenimento de Roma. Neste recinto cabiam milhares e milhares de pessoas.

No Circo Máximo aconteciam diferentes competições.

  • Palatino

Monte mais central das 7 colinas de Roma.

Durante o período republicano, os cidadãos romanos pertencentes à classe alta se instalaram no Monte Palatino construindo luxuosos palácios, dos quais ainda se conservam importantes vestígios.

A mitologia romana conta que a caverna onde vivia Luperca, a loba que cuidou de Romulo e Remo, estava no Monte Palatino.

Neste ve-se perfeitamente as ruínas.

Daqui têm-se as melhores vistas do Forum Romano de cima.

  • Panteão

É o edificio mais antigo de Roma, no seu interior estão sepultados vários reis italianos, bem como artistas, como Rafael.

Fica localizado na Piazza della Rotonda. e, até o ano passado a sua entrada era gratuita.

O Panteão foi o último monumento a visitar naquele dia, assim aproveitamos ao fim da tarde para nos sentarmos numa esplanada, descansar e aproveitar o sol de inverno enquanto apreciava um fantástico copo de vinho.

Com carinho, Leninha.


Comments

Leave a Comment

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.